quinta-feira, 29 de abril de 2010

INOCÊNCIA MAL CHEIROSA

Estava eu no computador, quando entra Marina no escritório, e diz:

-Mãe, cheira esse meu dedo (apontando o indicador) e a minha pupu(pupu, leia-se, alça da chupeta da nuk).

Cheirei,né....

-É filha, que cheirinho esquisitinho.Onde foi que você colocou a mão?

-Mãe, eu coloquei a mão no meu bumbum.

-Hã?

-Mãe, meu bumbum coçou.Eu coçei.Aí eu fui colocar a minha pupu(*), senti o cheiro, achei ruim.Cheirei a pupu e meu dedo e tava com esse cheiro(fazendo uma cara de pouquíssimos amigos, claro, né?)

- Eu caí no riso e fomos lavar as mãos, chupeta e tudo mais.

--->É cada uma, né? Santa inocência, ainda que mal cheirosa!kkkkkkkkkk

(*) Marina tem a mania de, ao colocar a chupeta, pegar a alcinha da chupeta pra ficar passando o dedo.O grande prazer dela é ficar segurando aquela alça e passando a unha no "escritinho"-palavras dela- que vem, bem pequenininho, na bordinha da chupeta.

terça-feira, 27 de abril de 2010

ESSAS AMIGAS SÃO PRA SEMPRE!!SE CHORAMOS OU SE SORRIMOS, O IMPORTANTE É QUE EMOÇÕES NÓS VIVEMOS.

Hoje resolvi pegar os cds e dvds guardados pra reviver.Tudo por causa de um encontro que reuniu as 4 amigas para sempre: Eu, Paty, Erika e Pâm.

Falamos de blogs.Começei com o meu primeiro.Depois a Paty criou o dela, a Erika virou reggae power desabafadora oficial do seu próprio coração e também criou o seu e agora a Pâm se empolgou e resolveu falar de skate e manobras radicais no asfalto.Quem sabe, não fazemos nosso blog juntas? É uma sugestão, viu meninas!

Pâm levou um video que fez andando de skate nesse nosso último encontro e lembramos dos nossos videos que fazíamos nos tempos de facul e pós facul, e que Pâm editava e criava com muita emoção cada cdzinho daquele enviado pra nós.

Tô aqui em lágrimas e sorrisos vendo um monte de videos e fotos das 4 pastéis que iniciaram a amizade em 1994, na faculdade.Dentre tantos cds, meu book de grávida que Pâm fez, e ficou maravilhoso, porque ninguém melhor que uma amiga de verdade pra pegar cada momento de felicidade em imagens.E lá se vão mais lágrimas de uma saudade gostosa de sentir.Várias fotos de Marininha pequetita, também clicada pela amiga Pâm quando era bebê.

São tantas emoções, que deixo o melhor dos vídeos de nós quatro.Pra relembrar.Pra deixar marcado que amizade como a nossa é pra sempre, porque tá escrito nas estrelas.E só a gente sabe que, se choramos ou se sorrimos, o importante é que emoções nós vivemos.E viveremos, pro resto de nossas vidas!
Esse video é bem a nossa cara!

: )

video

quarta-feira, 21 de abril de 2010

"DE ONDE VEM OS BEBÊS?"VERSÃO PÓS MODERNA.


-Mãe, queria ver o Tedy(Tedy, leia-se, cachorro de estimação).

*Ah, filha vamos ver essa semana porque a gente vai na casa da tia Eti, levar as coisas da Laurinha.

-Laura? quem é?


*O bebê da tia Eti.Esqueceu?

-Ah, é.É que eu pensei que fosse menino.Tinha esquecido que é a Laura.

-Mãe, a tia Eti comprou a Laura e colocou na barriga dela?

(Vontade de rir total)

*Não, filha.Filhos a gente não compra!!!!


-Ah, não? Não pode chegar na loja e falar pro moço:Oi, qto é? Ah, tá.Toma o dinheiro.Igual como a gente compra cachorro????

---> Ainda bem que ela parou por aí.Se prendeu mais ao foco do início da conversa, que era o desejo de ver o Tedy.Pensei que fosse desenvolver mais a conversa até de fato querer saber "de onde vem os bebês?".Outro dia, ela não veio me perguntar se quando ela tiver um irmãozinho, se ele vai ficar na minha barriga ou na dela???

Sinto que o dia da famosa pergunta, está prestes a chegar...E eu, com toda minha experiência de psicóloga, me sinto despreparada com as palavras.

Pelo menos, aprendi que com crianças, a gente consegue se virar nos 30, com um mínimo de eficiência.Já respondi cada uma, no susto, que ave maria.....Aceito sugestões de como explicar de onde vem os bebês,viu gente!!!! Sem que sejam da cegonha, claro!Sou adepta da verdade, ainda que fantasiada, como que contos de fadas!hihihihi

Ps- Esse barrigão aí carregou Marina durante 37 semanas.

: )

segunda-feira, 19 de abril de 2010

ESCUTOU, ELA REPETE.


Marina deitada no sofá, se depara com a figura do pai, de calça jeans, camisa polo e tênis estiloso.

Pai, vai aonde tão bonito assim hein???


É mole????

: )

sábado, 10 de abril de 2010

QUANDO AS PALAVRAS TOMAM SENTIDO.

Marina deixou de ser bebê faz tempo, isso é fato.Mas, há tempos que venho observando que ela começou a dar sinais de que já entende o sentido de certas coisas que falo para ela.O "sim" ou "não" já não são mais palavras de ordem.Eles só são entendidos aqui nessa casa quando ela escuta o embasamento teórico.Ou seja, ela questiona mesmo.Tudo.Como deve ser,né?

Por exemplo, toda noite, ao colocá-la na cama, eu a beijo, dou boa noite e falo: dorme com Deus, filha.Ela sempre escutou essa frase desde muito pequena, sempre balançou a cabeça que sim, mas nunca questionou.Até que um dia, ao ouvir a palavra Deus, me perguntou quem era.Eu dei a minha explicação, baseada na minha crença e traduzida de uma forma mais simples para uma criança de 3 anos.A partir de então, ela apelidou carinhosamente Deus, de Santo-Cristo.É assim que ela o chama.A partir daí, ao escutar "dorme com Deus, filha.", ela responde every day: "Dorme com Santo-Cristo você também, mãe."
Disse pro pai que já aprendeu a rezar.Junta as mãozinhas e diz: "Santo Cristo, amém."

Um outro fato que tem acontecido é que Marina, depois que tem as crises de malcriações dela, daquelas que me tiram do sério, chega e me pede desculpas pelo que fez.Antigamente, ela vinha me pedir desculpas, depois que o pai conversava com ela e mostrava que o que ela tinha feito não foi legal.Agora, ela mesma pensa e vem com o maior carinho do mundo me pedir desculpas.Pra mim, ou pro pai.

Esse é o lado bom de vir de fato que ela está crescendo.Nossos ensinamentos,como esses dois citados aí em cima, estão começando a fluir com naturalidade.Nós acreditamos que seja bom ela ter uma crença, e que aprenda a reconhecer erros e saber voltar atrás.As respostas dos "porquês" perguntados o tempo inteiro já fazem sentido para ela.Por mais que, mais tarde ela faça as escolhas dela, nós vamos ficar tranquilos, sabendo que demos o nosso melhor na educação dela, e quem é pai e mãe, sabe que a tarefa é árdua quando o assunto é educação.

Aí é que a gente enxerga como passa rápido demais a vida.E curtir cada momento de aprendizado da Marina com a gente e da gente com ela, não tem preço.

: )

PÉROLA VERBAL

Marina solta pérolas o dia inteiro!!!!Eu teria que ter um editor de mão 24 horas para postar tudo o que sai da boquinha dessa princesinha aí do lado.


Uma pérola "bunitinha" dela:Marina desenvolveu o verbo "cobertar".Aliás, criança adora desenvolver verbos de própria autoria.Já ouvi cada um....
Bela noite, ela chega ao lado da minha cama, eu já deitada, e fala, "mãe, eu quero que você "vai" lá na minha cama e me "coberte".
Convenhamos,né, minha gente....Se a budega de se cobrir se chama coberta, nada melhor, do que "cobertar", vocês não acham???

: )

quinta-feira, 8 de abril de 2010

CHICO XAVIER


Hoje fui com Xandre assistir o filme do Chico.Emocionante, comovente.
Assistimos uma sessão especialmente rodada para mamães e bebês.O cinema estava cheio de mamães recentes e bebezinhos de colo.Um fraldário foi montado dentro do cinema, com tapetes de EVA no chão para que crianças pudessem sentar mais a vontade.Ao contrário de choros, ouvia-se sons de bebês balbuciando quase uma melodia.Uma delícia termos o privilégio de assistir Chico Xavier rodeados de anjinhos em nossa volta.Nada é por acaso,né?

Assistir Chico é sair do cinema com uma tremenda lição de vida, de amor ao próximo, de doação e de sentir a presença de Deus.
Deixo aqui o que escrevi no blog de uma amiga que fez uma homenagem á ele na data em que ele faria 100 anos.

"Eterno Chico.Aquele que adentra minha vida, meu coração e me faz a cada dia ter a certeza que a vida não acaba aqui.
Companheiro de cabeçeira e ouvinte dos meus pedidos.Me mostra o caminho que devo seguir pela via da intuição.Nunca me deixou sem respostas.
Acreditamos na mesma verdade.E em cada arrepio que sinto quando entro num plano espírita, sinto a presença de Deus nítida e clara, mesmo que meus olhos não materialize a imagem.Porque Deus é Luz."

E Chico é um homem da palavra.Palavra anunciada e escrita.
Cumpriu o que disse:"Só morrerei quando conseguir deixar todo o povo brasileiro FELIZ."
E Chico Xavier, morreu 10 minutos depois do pentacampenato do Brasil, no jogo de futebol da Copa do mundo.

Ao eterno Chico, minha profunda admiração.

: )

MY TRISKLE


Há tempos atrás, eu escutei de uma amiga, um significado de um símbolo que nunca mais me saiu da cabeça.Até porque eu acredito que a vida é isso mesmo."Tudo que você faz, volta pra você,pro bem e pro mal."

Tempos se passaram e eu perguntei pra Juliana(a amiga que disse o significado, num contexto de uma conversa informal e usando a tattoo dela para ilustrar), qual o nome do símbolo.Daí veio grandes descobertas e um apaixonamento pelo símbolo celta, chamado, triskele, ou triskle ou triskelion.E o desejo enorme de deixá-lo em mim como filosofia de vida e proteção, através da tauagem,claro.

Pesquisei sobre o símbolo, vi e revi milhares de formas de representação geométrica de uma triskle.Achei duas que eu me identifiquei.Levei a ideia pro Banzai, ouvi as dicas, voltei pra casa, repensei, e decidi pelo segundo desenho, que se encaixaria melhor na minha forma de expressar no corpo.

Hoje, ela foi feita.Tá registrada aqui, e representa minha psiqué, em essência e crença.Meu lado espiritual em forma geométrica.

Dos muitos significados, os que se encaixam, no meu propósito de vida, são:
Uma triskle, que significa "três pernas", representa tudo aquilo que acredito como sagrado.O "três", como número de sorte, pela crença grega, porque marca a divindade: o Céu, o Mar, a Terra.Pai, Mãe e Filho.O Espírito, a Mente e o Corpo.Todos marcados pelo número "3", daí o tri(ângulo), marcado por uma triskle.
A ideia de movimento da figura, que ora marca a vitória, ora a guerra.Os dias são assim.Um dia a gente ganha, no outro a gente perde.
A forma de marcar a intuição, a beleza e a ternura de uma mulher, em suas "3" fases de vida: A infância, a juventude e a maturidade.
E a crença de que tudo o que você fizer nessa vida, volta pra você.Pro bem ou pro mal.

É um símbolo apaixonante e de um universo de sentidos a encontrar.Tô feliz da vida por ter descoberto sua essência, e carregar comigo.Obrigada Ju, por me apresentar á ele.Afinal, nessa vida, nada é por acaso.

: )

PRA VOCÊS E POR VOCÊS....

Vocês se lembram desse post?

Então.... Tá pronta, a tattoo-frase-homenagem.

A frase, eu dedico:

Ao Xandre, meu eterno companheiro.Aquele que está comigo em todos os meu momentos.Aquele que eu amo todos os dias, na alegria e na tristeza, na saúde e na doença.E até que a morte nos separe.
A minha filha, que é a razão da minha vida.Que me mostra todos os dias o maior amor que há nessa vida.Se eu ainda tiver mais filhos, eles estarão igualmente homenageados como a Marina.
Aos meus pais e meu irmão, que são minhas fontes de caráter.Foi com os ensinamentos deles que aprendi a ser uma pessoa especial e verdadeira.São pra sempre, meus portos seguros.
A minha família por escolha, Paty,Erika e Pâm, por fazerem parte do meu exercício diário de amar.Por serem mais que amigas, por transcenderem o que há de melhor numa amizade.
E aos amigos que levo do lado esquerdo do peito.Os de verdade, sem importar o tempo de amizade, parentes ou não parentes.Simplesmente pela gigantesca importância que vocês têm na minha vida, estando perto ou não dos olhos,

pra vocês e por vocês eu sempre digo, que:
"AONDE QUER QUE EU VÁ, LEVO VOCÊS NO OLHAR."




: )

terça-feira, 6 de abril de 2010

SE MAOMÉ NÃO VAI ATÉ A MONTANHA.A MONTANHA VAI ATÉ MAOMÉ!


Dia caótico na cidade do Rio de Janeiro por causa das chuvas.
Quase ninguém se arriscou a sair de casa e quem saiu ontem do trabalho, só chegou hoje, tamanho foi o caos das águas.

Hoje recebemos a ligação do colégio da Marina avisando que não haveria aulas.Marina, questionou, não entendeu muito bem o porquê de não ir á escola, mas aceitou.Lá pelo meio da tarde, tava ela lá, com seus bonecos reunidos, vivenciando um dia de escola.
Se ela não foi até a escola, a escola veio até ela.Não é esse o ditado?
Passou um bom tempo lendo estórias pro Julio, Charlie e Lola.

: )